https://www.worten.pt/informatica/gaming-pc/acessorios-para-computadores-gaming/teclado-gaming-razer-cynosa-chroma-preto-6486748

mUt: "Nós vamos ter de sair da nossa zona de conforto"

O portal do Fraglíder esteve à conversa com Christopher "mUt" Fernandes no Moche XL Esports, o seu primeiro evento offline com a equipa dos Movistar Riders. Nesta entrevista, abordamos a eliminação frente aos Winstrike, a oportunidade que teve em participar e fazer parte deste pedaço de história, a participação portuguesa em Espanha entre outros temas como a transformação dos Vodafone Giants.


" Foi muito bom voltar a casa e ter esse povo todo a torcer por nós, a chamar por mim por ser o português."

Fraglíder: mut, chegaste aqui após ter vencido o qualificador Ibérico para o Moche XL Esports naquele que é o teu primeiro torneio offline com os Movistar Riders. Como avalias esta experiência de jogar pela primeira vez em LAN com os teus novos colegas de equipa? Que achaste da comunicação e de jogar com eles neste ambiente?

mUt: Bem, a nível de comunicação nós não tivemos nenhum problema, o nosso problema foi mais como jogar contra o rival e de o ler melhor. Por exemplo, no Train acho que fizemos um lado CT razoável e depois a Terrorista não soubemos jogar contra eles - eles jogavam muito na zona do popdog, escadas e nós em vez de evitarmos ir para lá, acabamos por ir jogar sempre agressivos para cima dessa pessoa e correu mal. No nuke, também não houve grande história, eles foram superiores a nós em tudo. É normal, é a nossa primeira vez a jogar juntos em LAN mas acho que podíamos ter feito melhor apesar de ser uma equipa que é Legend no Major. Sabemos que podíamos ter ido a terceiro mapa, quem sabe até ganhar - viemos com tudo para isso.

Fraglíder: É um bocado ingrato vir a um evento para acabar a fazer um jogo e ir embora. Olhando aos vossos oponentes, os Winstrike, equipa de Major e que atingiu o estatuto de Lenda tal como tinhas referido, acreditas que tiveste aqui uma experiência muito valiosa para a tua equipa? Aquilo que aprenderam hoje irá tornar-vos mais fortes no futuro?

mUt: Qualquer torneio a que vás ganhas sempre experiência e é sempre uma oportunidade diferente. Agora o que eu critico, principalmente nos torneios portugueses é os formatos que eles escolhem e usam porque como disseste, vir aqui fazer um BO3 é complicado mas nem é por ai. Toda a gente tem um mapa mau, um jogo mau e depois não tens maneira de recuperar isso. Claro que era melhor ter uma Lower Bracket mas é um bom torneio, jogamos contra uma boa equipa e o que posso dizer da organização: melhor torneio em Portugal que eu já estive a nível de tudo. Palco, o público esteve fantástico, foi muito bom voltar a casa e ter esse povo todo a torcer por nós, a chamar por mim por ser o português. Foi fantástico, tudo foi fantástico menos dentro do jogo.


"Nós também podemos fazer algo bom, não somos diferentes de ninguém."

Fraglíder: Um evento que supera as tuas expectativas?

mUt: Eu já esperava algo grande mas claro que superou, estamos em Portugal e nunca se sabe. Superou em tudo, acho que finalmente em Portugal se começou a pensar como lá fora - o que eu quero dizer com isto é que nós portugueses também podemos fazer algo bom, não somos diferentes de ninguém. Dou os parabéns à organização porque pensaram em grande e tiveram um torneio grande, espero que continuem assim.

Fraglíder: A tua equipa está mais focada na scene internacional mas de certeza que acompanha os progressos da scene espanhola. Desde que os Giants adicionaram o ALEX que são uma equipa completamente diferente, uma equipa que ganhou a Master League Portugal, participou no Moche XL Esports e que inclusivé conseguiu eliminar-vos no qualificador Ibérico da DreamHack Valência que certamente era um dos objectivos da vossa equipa. Como classificas esta transformação dos Giants que possuí jogadores que conheces bem por teres lá passado há duas temporadas atrás?

mUt: Eu já sabia que eles metendo o ALEX iam ficar muito melhores. O ALEX é dos melhores jogadores de Espanha e que a equipa ia melhorar em tudo devido à experiência que ele tem, por ganharem um IGL com a sua entrada, era esperado- ele está também ao lado de grandes jogadores. O que não resultou na antiga equipa deles foi a ausência de um líder e porque alguns dos jogadores estavam desmotivados, não se davam muito bem dentro do jogo. Agora, finalmente arranjaram um cinco bom, tiveram todo o mérito na nossa eliminação da DreamHack Valência apesar de eu achar que nessa altura não demos o nosso melhor mas é assim, melhoraram e a par da nossa equipa são uma das melhores de Espanha.


"Há muito talento em Portugal, muitos jogadores bons mas que têm de experimentar coisas novas."

Fraglíder: Foste pioneiro juntamente com outros jogadores nacionais na junção a equipas espanholas, começando a caminhar para uma possível scene Ibérica. Muitos jogadores portugueses vieram depois de ti, juntaram-se a equipas espanholas mas hoje em dia muitos deles ou já abandonaram ou estão neste momento fora do lineup ativo. Consideras que foi um movimento prematuro da parte deles ou acreditas que esses portugueses têm qualidade para dar cartas em Espanha ou simplesmente lhes faltou uma oportunidade melhor para que as coisas corressem de maneira diferente?

mUt: O que eu posso dizer é que, tal como no meu caso, eu ir para Espanha aconteceu para fugir da minha zona de conforto. Na altura levei o roman comigo porque basicamente chegas a uma altura em que lutar só para torneios portugueses não te chega. Claro que é bom jogar os torneios em Portugal mas se um dia queres chegar onde sonhas, em Portugal não dá porque não existem as condições necessárias e a mentalidade do pessoal não é a certa. Ao entrar numa scene nova, neste caso a espanhola, eu entendo os problemas que os portugueses estão a ter porque nós somos muito diferentes dos espanhóis, acho que tem de haver uma mudança dos dois lados.

Nós vamos ter de sair da nossa zona de conforto e se realmente ambicionas ser bom nisto, tens que mudar. Alguns jogadores portugueses preferem estar na sua zona de conforto, serem os top 1 de Portugal e eu não tenho nada a criticar nisso mas em Espanha tens muito mais competitividade, mais torneios e muito bem organizados. Aqui em Portugal, posso dizer que este foi o melhor em que já estive mas a seguir estão os de Espanha, aqueles que eu fui foram muito bem organizados e portanto só vejo coisas boas ao ir lá para fora. Ter sido uma das primeiras pessoas a ir dá um certo valor, as pessoas olham para nós como um exemplo e é sempre bom mostrar que Portugal não é como pensam, há muito talento aqui, muitos jogadores bons mas que têm de experimentar coisas novas, de evoluir e sair da sua zona de conforto.

Fraglíder: O que podemos esperar dos Movistar Riders para os próximos tempos?

mUt: Dos Movistar Riders, o pessoal pode esperar o nosso melhor na ESEA MDL, vamos tentar chegar aos Playoffs, foi um dos primeiros objectivos traçados desde que cheguei. Ambicionávamos fazer melhor aqui no Moche XL Esports mas já passou; tentar todos os qualificadores possíveis, Minors, DreamHack, ESL - tentar tudo como sempre. Ambicionamos coisas grandes porque só quando paramos de lutar é que podemos parar de sonhar.

Fraglíder: Obrigado mUt e boa sorte em Espanha.







5592