coachi renova pelos YNG Sharks até ao final de 2019

O treinador Hélder "coachi" Sancho prolongou o seu vínculo com a organização portuguesa dos YNG Sharks até ao final do próximo ano, mantendo-se assim como aposta para trabalhar com as tropas brasileiras lideradas por Renato "nak" Nakano.

Foi no dia 14 de Julho de 2017 que foi anunciado o retorno de Hélder "coachi" Sancho ao Counter-Strike por mão dos Sharks para desempenhar a função de treinador, tendo num curto espaço de tempo conquistado o seu espaço na scene nacional com as vitórias na primeira edição do Famalicão Extreme Gaming e Superliga Portugal da BITZER - a nível internacional, a equipa deixou uma boa imagem de si no BILBAO Esports Tournament onde foi o representante português que chegou mais longe, na Crossborder Esports jogada na Dinamarca e também no ano de 2018 onde atingiram o seu maior sucesso até agora.

Já por terras Brasileiras, os Sharks venceram a ESL LA League que lhes valeu uma presença nas finais da ESL Pro League S7, maior liga do circuito internacional e conseguiu também qualificar-se e jogar as finais da ZOTAC Cup Americanas.


coachi continuará a ser tubarão até ao final de 2019.

Na sua renovação, o treinador de CS:GO deixou as seguintes palavras que foram incluídas no anúncio dos YNG Sharks: “Quando a ambição e alinhamento de pensamentos seguem no mesmo sentido é fácil chegar-se a um entendimento. Estou contente com a evolução do clube, minha e dos jogadores e por isso fazia todo sentido continuarmos a trabalhar juntos. Sabemos que a evolução e os resultados têm sido muito bons, mas queremos todos continuar neste caminho e nunca parar de crescer. A minha carreira sempre foi pautada por fiabilidade e continuidade, e nos yng Sharks acredito ter as armas para continuar a por o CS português e brasileiro no mapa mundial”.

Depois de terem traçado como objectivo para 2017 e 2018 disputar os lugares cimeiros a nível Ibérico e conseguir competir fora de portas, o objectivo dos Sharks para 2019 está traçado com a equipa a pretender estabelecer-se na scene internacional, vencer torneios internacionais e atingir o top 30 mundial a nível de equipas.



 
Topo