Inygon pronuncia-se sobre casos da LPCS, sanções aplicadas

A pouco mais de 1 hora de se iniciar mais uma jornada da segunda divisão na Liga Portuguesa de Counter-Strike, a Inygon aproveitou para endereçar diversos casos que marcaram o arranque das competições na primeira e nesta segunda semana, entre os quais se destacam 3 acontecimentos pela negativa.


zlynx foi alvo de críticas pelas suas ações no jogo diante dos K1CK, tendo sido avisado pela LPCS.

O primeiro dos casos é referente às comunicações que foram possíveis ouvir na stream relativamente ao jogo entre OFFSET e K1CK na 2ª jornada da primeira divisão da LPCS onde o jogador Ricardo “zlynx” Matos, capitão e In-Game Leader dos OFFSET mostrou intenção de querer ter a transmissão do jogo em reprodução na televisão - após análise do conselho de arbitragem, o resultado do jogo é considerado válido, considerando que os Offset não obtiveram nenhum proveito direto que pudesse influenciar o resultado final do jogo.

De acordo com o regulamento [Capítulo II, Artigo 34, Ponto 1 alínea e) para a infração e 3 alínea a) para a penalização], a equipa e organização receberam um primeiro e último aviso, e caso se comprove uma repetição, os mesmos incorrem numa suspensão de 1 a 5 jogos.


Alvo de DDOS, Dante e dekkk não conseguiram competir diante dos GTZ Bulls Sync.

Ontem, a partida entre os Grow.uP e os GTZ Bulls Sync a contar para a Jornada 3 da LPCS D2 vius os jogadores dos uP João “dekkk” Pinto e Tomás “Dante” Pereira serem alvo de constantes ataques DDOS que prejudicaram e impossibilitaram a conclusão do jogo, estando o mesmo em Overtime com o score de 20-19 e adiado para data póstuma. No seguimento destes acontecimentos, Frederico “zEtheone” Camurça, após sofrer um timeout seguido de um ban, terá recorrido a um comportamento inaceitável para com o staff da competição incluindo ameaças à integridade física. Tomando este acontecimento como recorrente, a administração da Inygon decidiu que Frederico “zEtheone” Camurça incorre de uma suspensão de 1 ano em todas as competições da Inygon com efeito imediato.


Stavie e restante equipa estarão sob observação nas próximas partidas.

O último dos três casos refere-se a uma tentativa de match fixing por parte de Jéssica “jessie” Jerónimo, cujas ligações ao jogador David “Stavie” Marques da equipa Team Andaime não poderiam ser ignoradas por parte do staff. O conselho de arbitragem decretou que Jéssica “jessie” Jerónimo encontra-se proibida de exercer qualquer função por qualquer uma das equipas participantes nas competições da Inygon e o jogador David “Stavie” Marques bem como toda a equipa “Team Andaime” ficarão sob vigilância da Inygon dado os acontecimentos recentes.




 
Topo