vota

TSM equaciona regresso ao CS:GO

A Team SoloMid pode estar de regresso ao cenário mundial de CS:GO. Quem avança com esta informação é o jornalista Jarek "DeKay" Lewis, num report lançado no portal Dexerto. Segundo o mesmo, elementos da organização norte-americana têm abordado vários jogadores que se encontram no banco das suas equipas, não estando para já definido se irão manter a aposta de 2016 e formar uma equipa oriunda da sua região.

Isto pois entre os últimos jogadores a vestir a camisola preta e branca constavam nomes como o do craque canadiano Russel "Twistzz" Van Dulken e o veterano Sean "sgares" Gares. A saída do último para a Misfits, após estar apenas uma semana vinculado à organização, foi o início do fim da equipa, arrastando consigo os restantes quatro jogadores do lineup, em janeiro de 2017. Desde então, a organização não voltou a ser representada por nenhuma equipa na modalidade de Counter-Strike.


Apesar de ainda jogar pela mix Old Guys Club, seangares decidiu extender a sua carreira à posição de analista.

Deste mesmo roster saiu também Soham "valens" Chowdhury, peça importante no sucesso futuro da Cloud9, voltando assim a treinar outra cara conhecida da comunidade e que passou também pela TSM na primeira metade de 2016: Timothy "autimatic" Ta. São então vários os jogadores influentes do cenário norte-americano a já ter representado as cores da organização que foi criada por dois irmãos, após o sucesso do website SoloMid.

O maior sucesso da organização data no entanto de 2015, altura em que o core da atual Astralis jogava sob a tag da TSM, juntamente com os seus conterrâneos René "cajunb" Borg e Finn "karrigan" Andersen. Num ano em que os dinamarqueses subiram diversas vezes ao lugar mais alto do pódio, somando seis conquistas em torneios onde arrecadaram um prémio monetário superior a $20,000 USD. Uma das vitórias seria mesmo na quarta edição da Fragbite Masters, torneio onde se encontrava também a Team Alientech.Black de Christopher "MUTiRiS" Fernandes.


Karrigan é um dos nomes mais sonantes para a nova equipa de uma casa onde já foi vitorioso.

Ainda nesse mesmo ano, a organização iria alcançar o primeiro lugar da divisão europeia da ESL ESEA Pro League, sendo esta a última conquista destes jogadores enquanto representantes da Team SoloMid. Também viria a ser a última conquista da organização, com o lineup norte-americano a não conseguir adicionar mais nenhum troféu à sua coleção de troféus no ano seguinte.



 
Topo