Inygon emite comunicado sobre desqualificação dos Grow.uP da LPCS

Depois da desqualificação atribuída aos Grow.uP Gaming na LPCS e da reação por via de comunicado por parte do clube, agora é a vez da LPCS se pronunciar sobre os caso e as suas repercursões, emitindo também o seu comunicado oficial relativo aos defaults e à desqualificação.

Com a 4ª Jornada no passado dia 19 de Julho a trazer o 3º default dado por falta de comparência dos uP, a administração da LPCS informa que "todos os jogos da Grow Up contarão como derrotas, e a equipa irá assim terminar o Split com um resultado de 0-14. A equipa fica assim excluída na integridade da LPCS até ao final da época, ficando ainda impossibilitada de discutir o Open Split."


A corrida rumo ao título da segunda edição da LPCS ficou reduzida a 7 equipas.

De recordar que os Grow.uP tinham faltado às partidas como forma de protesto pelo ban atribuído ao seu jogador Fábio "TwixY" Pedro durante a primeira temporada da LPCS, ban com duração vitalícia. Ainda no comunicado, pode ler-se que "Prestando ainda alguns esclarecimentos relativos ao comunicado da Grow Up sobre esta situação, o Conselho de Arbitragem quer deixar claro que atua sempre sobre os princípios fundamentais do direito, e não atribui penalizações sem provas, e muito menos com visto a prejudicar algum clube. Já foram várias as penalizações atribuídas ao longo da história da LPLOL e da LPCS, e todas elas foram sempre devidamente fundamentadas. O caso do jogador Fábio “TwixY” Pedro, não é uma excepção. As provas de qualquer caso nunca serão divulgadas publicamente pela LPCS, que acredita veemente que as provas relativas a um caso da sua competência devem interessar apenas e somente aos diretamente envolvidos. As provas recolhidas no caso em concreto foram apresentadas aos UP para refutação, não tendo havido, aos olhos do Conselho de Arbitragem da LPCS justificação suficiente para que o julgamento das provas fosse diferente do que se verificou."

O comunicado completo da Inygon pode ser lido através do seu portal oficial aqui.








 
Topo