vsk sobre a saída de fox: "Acho que houve um choque de gerações"

No segundo RTP Arena Respawn da nova temporada, Gonçalo "ghazz" Louro voltou a juntar-se a Hélder "coachi" Sancho para discutir a atualidade no panorama de CS:GO e, desta feita, a dupla contou com a presença de Vasco "vsk" Santos.

A certa altura, ghazz questionou vsk sobre “rumores da comunidade” que dizem que, “além de problemas pessoais”, a saída de Ricardo "fox" Pacheco da OFFSET teve que ver “com jogadores que queriam que ele saísse e outros jogadores que queriam que ele ficasse”.

“A maior decisão dele foi que estava farto, um bocado cansado dos [seus motivos pessoais]”, disse vsk, que não deixou de afirmar que fox “é o jogador [mais habilidoso] que alguma vez viu”. “Mundialmente, vou arriscar dizer, é um dos jogadores que faz as coisas com mais confiança”, disse o treinador.


“Mas acho que houve ali um choque de gerações, um choque de lidar com as coisas. É um pouco isso. Tenho muita admiração pelo fox e acho que foi o melhor para ele para pôr as coisas direitas, e nós seguimos o nosso caminho da melhor maneira possível”, referiu vsk.

Já coachi concordou que “este choque de gerações” é o “aspeto mais difícil que existe hoje em dia”. “Digo isto porque passo pelo mesmo com os Sharks”, explicou o experiente treinador português, que não deixou de mencionar a importância que Renato "nak" Nakano teve para ele neste sentido.

“Hoje já interpreto a coisa de outra maneira. Nós temos de passar coisas a estes miúdos, sem dúvida, mas temos de nos adaptar porque se não nos adaptarmos acabamos por morrer neste mundo competitivo com as nossas ideias”, acrescentou ainda coachi.

Como podes encontrar na VOD disponível no canal de Twitch da RTP Arena, nesta conversa de aproximadamente 1h30m fala-se também sobre uma série de outros tópicos, como é caso da Sharks, o formato da IEM e da BLAST Premier Fall Showdown ou até a recente falta de equipas portuguesas em qualificadores nacionais de CS:GO.




 
Topo