Jogador de VALORANT participa em LAN depois de mentir sobre teste PCR

Parece mentira, mas é verdade: Matthew "Crit" Franks viajou até um torneio de VALORANT da Nerd Street Gamers, em Filadélfia, sem realizar um teste PCR. Como se não bastasse, membros da sua família haviam testado positivo para a covid-19.

Apesar de não ter realizado o teste, Crit disse aos seus companheiros de equipa que o havia feito. Alan “ethos” Ruan foi o nome que alertou para esta situação no Twitter e publicações como a VALORANT Zone referem que, “dias após o campeonato, diversos participantes revelaram que contraíram o novo coronavírus.”

Alertando aos presentes na referida LAN para se testarem, ethos disse: “um dos nossos teammates mentiu sobre ter feito um teste PCR quando toda a sua família tínha [covid-19] e só agora admitiu.” “Não sejam irresponsáveis, imaturos ou idiotas”, rematou o streamer da NRG.


O próprio Crit também já se pronunciou no Twitter. “Mereço todo o hate que vou receber porque é completamente justificado”, confessou, e acrescentou: “Deixei a minha vontade de competir pôr-se no caminho do que realmente importa, os amigos e família de todos que possa ter impactado com a minha má decisão de não fazer um teste PCR.”

“Fiz dois testes em casa antes de ir para Filadélfia e também no dia em que saí. Ambos deram negativo, pelo que acreditei que isso era suficiente, mas eu estava errado e tudo que posso dizer é pedir desculpa”, adiantou. “Tenho 19 anos mas ainda ajo como uma criança.”

John Fazio já respondeu ao tuite de ethos, referindo que o comportamento é “inaceitável” e que medidas serão tomadas. “Vamos rever as nossas políticas de LAN”, admitiu o CEO da Nerd Street Gamers.



 
Topo