Numa publicação na sua conta de Twitter, em jeito de despedida de 2022, Dan “apEX” Madesclaire referiu que o ano passado foi um dos anos mais difíceis que teve ao longo da sua carreira como profissional de CS:GO.

O jogador de 29 anos de Vitality começou por dizer o seguinte: “2022 foi um dos anos mais complicados da minha carreira. Estivemos [Vitality] muito longe dos resultados que queriamos ter obtido e os últimos cinco meses, individualmente, foram muito maus”.

“Espero que 2023 seja muito melhor. Estou bastante entusiasmado para poder voltar ao trabalho com os rapazes nos próximos dias. Obrigado a todos pelo apoio”, rematou o atleta francês que se encontra na organização há quase dois anos.

Apesar da Vitality ter conseguido conquistar a ESL Pro League S16 em 2022, a temporada ficou muito aquém das expectativas da organização, tendo em conta o lineup montado, com a ideia de ser uma equipa de topo no CS:GO, algo que não aconteceu no ano passado.

O final de ano da organização francesa foi especialmente desastroso, começando com uma eliminação bastante precoce no IEM Rio Major – equipa caiu no Legends Stage – e terminando com um quinto lugar no último evento internacional do ano, a BLAST Premier: World Final.

Contudo, apEX parece estar animado em relação à próxima temporada, com o objetivo de liderar a equipa ao topo do cenário competitivo de CS:GO.