A Intel deverá apresentar dois novos produtos nos próximos 3 meses. Irão divulgar o Prescott em Fevereiro e o Prescott em Abril.

Não, infelizmente, não me estou a repetir.

Supostamente éramos para ver um Prescott com socket 478 dentro de um mês, depois deveríamos ver um Prescott socket T em meados de Abril.

Para um overclocker, é bem provável que este considere que são dois produtos diferentes.

Socket 478:

Os Prescotts Socket 478 inicialmente irão ter mais atenção, porque os utilizadores de motherboards com este tipo de socket poderão fazer um upgrade.

No entanto, uma das principais razões do atraso deste processador deve-se à incapacidade, por parte da Intel, em colocá-lo a funcionar – dentro dos limites de potência – em determinadas motherboards. Sendo assim, os overclockers não irão conseguir “mais potência” dos mesmos.

Existem rumores que os novos Prescott 478 só irão ser comercializados dentro da margem 2.8 – 3.4GHz, tudo acima deste valor será socket T.

Portanto, ou a Intel arranja um milagre ou só irá conseguir vender este processador aos actuais possuidores de motherboards tipo Canterwood/Springdale e se calhar, nem a estes.

Socket T:

Agora, se desejarmos mais potência o socket T é a plataforma a seguir.

Até te realizar alguns testes, não é de admirar que o socket T venha com velocidades entre 4 e 4.2GHz. Valores bem capazes de igualar, ou mesmo ultrapassar, um 130nm, e vencer um Athlon64.

Se quiseres o melhor que a Intel tem para oferecer, então significa um novo processador, uma nova motherboard, DDR-II RAM e uma nova placa gráfica PCI-Express. Por outras palavras significa, que o custo do socket T depende da actualização e material “à altura” que tens na tua máquina actual.

Bons upgrades…