Depois da eLiga Portugal, também a EA SPORTS avançou com a suspensão de Gonçalo “RastaArtur” Pinto do cenário competitivo de FIFA durante um ano. A decisão da criadora do jogo foi anunciada poucos minutos depois do jogador português ter ajudado a Betclic Apogee, equipa que defende, a qualificar-se para os quartos de final da FPF Masters 2022.

De acordo com a nota publicada, a suspensão de RastaArtur deve-se ao episódio sucedido durante a eLiga Portugal onde o jogador terá violado o código de conduta da competição. Na nota podem ler-se como razões para a suspensão a “interferência ou interrupção da transmissão”, a “participação em atividades que perturbam o profissional, justo e respeitoso ambiente da competição” e a “interferência na participação de outro jogador na competição”.

Na mesma nota, a EA SPORTS informa que a suspensão de RastaArtur se aplica a todos os torneios da FIFA Global Series, qualificadores e eventos associados. Os torneios parceiros da entidade também são abrangidos por esta medida disciplinar.

gimypnacasa também suspenso

Para além de RastaArtur, também Guilherme “gimypnacasa” Sousa foi suspenso esta sexta-feira pela EA SPORTS durante um ano. No caso do jogador do CD Tondela, a suspensão está relacionada com a deteção de atividade na conta que vai contra os termos de serviço da EA SPORTS.

O nome do jogador português surge numa longa lista de atletas banidos pelo mesmo motivo. De acordo com a nota, a razão para a suspensão poderá ser a transferência de moedas.