G2 foi surpreendida esta quinta-feira no terceiro embate no IEM Road to Rio 2022 Europa A e tem nesta altura o apuramento em sério risco. A equipa europeia cedeu frente à 1WIN, em Ancient, pelo resultado de 13-16.

O encontro começou com a G2 no lado teoricamente mais favorável, o defensivo, e as coisas pareciam ir de vento em popa para a equipa de Rasmus “HooXi” Nielsen. Apesar de ter perdido o pistol round, o lineup internacional conseguiu colocar o force buy e assumiu o controlo do encontro.

G2 chegou a estar a vencer por 8-3, mas uma boa reta final da 1WIN deixou o resultado em 9-6 e, de repente, o que parecia uma ótima primeira parte da equipa de Nikola “NiKo” Kovac deixou de ser bem assim. A vitória no pistol round da segunda parte podia dar algum conforto à G2, mas a 1WIN respondeu na mesma moeda e venceu o force buy para assumir as rédeas da partida.

A equipa russa fez a reviravolta para 11-10, apenas para a G2 voltar a empatar na ronda seguinte. Porém, foi a última vez que o encontro esteve empatado, já que a equipa da região CIS mostrou depois maior poderio para fechar o encontro a seu favor.

O desaire desta quinta-feira deixa a G2 a ter que enfrentar o encontro de eliminação na próxima ronda, em formato BO3. A 1WIN, por outro lado, vai ter duas chances em BO3 de garantir o apuramento para o IEM Rio Major 2022.

Vitality, OG, MOUZ e Heroic perto do apuramento

No IEM Road to Rio 2022 Europa B, as equipas de VitalityOG, MOUZ Heroic estão mais perto de selar o apuramento. Esta quinta-feira, os quatro conjuntos saíram por cima nos embates BO1 entre equipas com o registo de 1-1 e ficaram a um triunfo de reservar o bilhete para o Rio de Janeiro.

Vitality mediu forças com a Monte, responsável por derrotar a SAW na quarta-feira. Dust2 foi o mapa jogado pelas duas equipas, com uma exibição controladora da equipa capitaneada por Dan “apEX” Madesclaire a resultar num triunfo tranquilo por 16-7.

Uma vitória relativamente tranquila teve também a Heroic perante a Sangal. As duas equipas encontraram-se em Inferno e apesar da equipa europeia ter conseguido seis rondas ao ataque na primeira metade, os dinamarqueses responderam com uma segunda parte perfeita (7-0) para fechar o mapa em 16-6.

Bem mais animado foi o encontro entre OGFalcons, disputado em Mirage. Depois de um 9-6 perigoso no lado defensivo na primeira parte, a OG conseguiu completar o serviço no T side, ainda que a Falcons tenha ameaçado a reviravolta. A equipa de Abdul “degster” Gasanov teve uma melhor ponta final e resolveu a questão com um 16-12.

Por último, a MOUZ mediu forças com a K23 em Ancient e o que parecia um encontro tranquilo para a equipa europeia, ainda complicou um pouco. Depois de um 13-2 na primeira metade, em que esteve do lado defensivo, a MOUZ viu a equipa russa tentar montar a recuperação, mas reagiu a tempo de fechar o encontro com um 16-10.

As quatro equipas vencedoras estão agora a um triunfo de garantir a presença no Brasil. Os quatro derrotados, por outro lado, vão enfrentar o encontro de eliminação na ronda seguinte.