O cazaque Abay "HObbit" Khasenov já reagiu às recentes acusações de match-fixing por parte de um ex-companheiro de equipa. O atual jogador da Cloud9 recorreu ao Twitter para exercer o seu direito de resposta e negar todas as acusações.

Horas antes de jogar um embate decisivo no PGL Major de Antuérpia frente à Imperial, o vencedor do PGL Major de Cracóvia não se alongou muito, mas negou estar envolvido em algo do género e mostrou-se disponível para colaborar nas investigações. "Nunca estive envolvido em match-fixing. Estou totalmente preparado para ajudar na investigação da ESIC", afirmou. "Tudo o que consegui foi com o meu trabalho árduo e perseverança. A minha reputação está acima de tudo para mim", acrescentou.

O alegado caso de match-fixing remonta aos finais de 2015, quando HObbit alinhava na PARTY, uma equipa totalmente cazaque. Esta segunda-feira, a Dexerto publicou um artigo assinado por Richard Lewis onde um ex-companheiro de HObbit nessa equipa, Rustam "5TRYK#R" Älımqūlov, afirma que a equipa realizou spot-fixing durante os jogos da fase de grupos do qualificador fechado para o Starladder Regional Minor Championship e apresenta alegadas provas do sucedido. De acordo com 5TRYK#R, cada jogador da equipa terá ganho cerca de $5,000 com apostas.