O “Last Dance” veste hoje a camisola da Imperial, mas as coisas podiam ter sido diferentes. Segundo Steve “Buyaka” Maida, CEO da Luminosity Gaming, a organização estava pronta para reviver o passado e voltar a contar com o roster brasileiro nas suas fileiras.

Através do Twitter e em resposta a um seguidor, Buyaka disse que estava pronto para receber o projeto de Gabriel “FalleN” Toledo. Porém, os jogadores tinham outra ideia em mente. “Eles decidiram, embora gostassem da história da LG, que queriam manter o projeto 100% brasileiro. Respeito os desejos deles”, escreveu Buyaka.

Apesar de não terem chegado a acordo, o CEO da organização canadiana não guarda qualquer tipo de ressentimento. “Não podia estar mais feliz por eles. Nunca duvidei das capacidades e da dedicação deles”, acrescentou.