Microsoft anuncia plataforma de portabilidade entre jogos para PC e consola

A Microsoft deu ontem a conhecer, durante a Game Developers Conference, na Califórnia, a plataforma de desenvolvimento XNA, um novo conjunto de ferramentas e standards destinados à criação facilitada de jogos para computadores e consolas com software da gigante da informática.

A arquitectura XNA facilitará a abordagem dos aspectos técnicos na criação de jogos, permitindo, ao mesmo tempo, que os programadores comecem desde a conviver com as ferramentas que utilizarão numa futura-geração de títulos, explicou J. Allard, vice presidente da Microsoft, durante a conferência. “As ferramentas da XNA irão possibilitar a criação de jogos para o actual sistema operativo Windows XP e para a actual Xbox”, afirmou, “e serão alargadas na próxima versão da consola assim como no Longhorn”, o sucessor do Windows XP.

O objectivo é que a XNA proporcione uma arquitectura estável para que os programadores de jogos e as fabricantes de middleware possam desenvolver melhores ferramentas para a criação de títulos, salientou por sua vez Robbie Bach, um dos responsáveis pela divisão Xbox da MIcrosoft. “A nova plataforma permitirá aos criadores de jogos reutilizarem código e ferramentas entre títulos para PC e consola, aumentando a velocidade do desenvolvimento de jogos para os dois sistemas”.

A maior parte dos jogos são lançados tanto para computador como para consola, mas a portabilidade entre ambos é normalmente demorada e dispendiosa. A Microsoft já tinha começado a simplificar o processo com a Xbox, que usa componentes comuns ao PC e a biblioteca gráfica DirectX desenvolvida para jogos de computador, mas a XNA pretende acelerar a estratégia.

A portabilidade PC-Xbox significa igualmente uma maior ligação entre o serviço de jogos online Xbox Live e os computadores. Os serviços de back-end do Xbox Live, como o billing e a autenticação, poderão ser facilmente alargados aos jogos de computador, indicou Bach, embora o responsável não preveja para já um serviço de jogos online destinado a ambas as máquinas.

Embora promovendo a XNA como uma forma dos programadores começarem a conviver com as ferramentas que irão utilizar quando criarem jogos para a futura Xbox, os responsáveis da Microsoft presentes na Game Developers Conference não adiantaram qualquer pormenor sobre a nova máquina.

Na minha opinião isto vai dar barraca como deu a venda dos pc’s com o windows instalado, pois mais uma vez, a Microsoft tenta manipular o mercado para o seu lado, a não ser que os jogos a que se refiram sejam Made in Microsoft, a Sony e a Nintendo de certeza que quererão também tirar proveito dessa tecnologia, o que vai dar lugar a mais uma guerra judicial, nada de novo para a Microsoft mas que marca pela negativa a imagem da empresa.