Ministério da Educação inaugura primeira sala de TIC e assina protocolos com várias entidades

David Justino, ministro da Educação, inaugurou hoje no Porto, a primeira sala de Tecnologias da Informação e Comunicação, mais propriamente na Escola Secundária Oliveira Martins, no âmbito de uma iniciativa do ministério que pretende garantir aos alunos do ensino secundário um reforço de competências na área das TIC. Até Julho deverão ser finalizadas um conjunto de mais de mil salas, que reforçam as infra-estruturas escolares para a utilização das TIC e que serão criadas em parceria com várias empresas de software e hardware.

Cada uma das novas salas de informática vai ter 14 computadores, um servidor de rede, impressora e um projector, servindo para o ensino da nova disciplina de TIC, que no próximo ano será incluída com carácter obrigatório no currículo do 10º ano de escolaridade. As salas poderão ainda ser utilizadas pelos professores das outras disciplinas que pretendam ter acesso a estas ferramentas para algumas aulas, ou para actividades extra-escola, onde se incluem a formação de adultos.

A componente de tecnologia tem sido uma das linhas de acção do ministro David Justino, que defende a necessidade dos jovens saírem para o mercado de trabalho com maior formação na área de informática e tecnologias da informação.

David Justino confirmou que os computadores instalados nas novas salas de aula gozam de capacidades de “dual boot”, permitindo a utilização do sistema operativo Windows XP ou do Linux. Por isso mesmo o Ministério da Educação assina hoje um protocolo com a Microsoft, que assegura o fornecimento do sistema operativo Windows e ferramentas de produtividade, e amanhã com a Sun Micrososystems, que será responsável pelo software open source, onde se inclui o sistema operativo Linux e o StarOffice.

Para o desenvolvimento destes projectos o Ministério da Educação procurou ainda parcerias na área do hardware, assinando igualmente protocolos com a Dell, Fujitsu Siemens e Beltrão Coelho. Os protocolos foram assinados hoje e integram as componentes de fornecimento de equipamentos e manutenção por um período de três anos.

O fornecimento de equipamentos foi dividido entre as três empresas por zonas do país, ficando o Norte para a Dell, Lisboa e Vale do Tejo para a Fujitsu Simens e o Centro, Alentejo e Algarve a cargo da Beltrão Coelho. Para cada uma das zonas, as empresas irão fornecer cerca de 4000 desktops e servidores, mais um milhar de impressoras e videoprojectores, devendo os equipamentos estar instalados e a funcionar em finais de Julho.

Integrado neste projecto, mas com objectivos mais vastos, a Microsoft assinou ainda com o Ministério da Educação um protocolo de cooperação designado “Partners in Learning”. Através desta cooperação a Microsoft pretende estabelecer uma colaboração de longo prazo com o Ministério, garantindo o acesso dos professores a informação de cariz educativo e a integração dos professores nas redes de conhecimento da empresa norte-americana.

Apesar da inauguração da primeira sala de informática ter ocorrido hoje, confirmou-se com diversas entidades envolvidas que ainda não está estabilizado o pacote de software a instalar nos computadores. Os PCs vão dispor de dual boot, sendo o Windows XP o sistema operativo escolhido para coexistir com o Linux, provavelmente na versão Java Desktop Edition ou o Linux Caixa Mágica, dependendo de testes que ainda estão a decorrer.

Uma excelente aposta do Ministério da Educação.