Em entrevista à Jaxon.gg, Mathias “MSL” Lauridsen falou da sua nova equipa, a TITANS, que foi anunciada na passada sexta-feira. A formação conta com nomes como Miikka “suNny” Kemppi e Tomáš “oskar” Šťastný.

Inicialmente, MSL falou sobre qual será o primeiro grande objetivo do recente conjunto, dizendo: “O nosso primeiro objetivo é entrar no top20 nesta temporada”. Sabendo das dificuldades para atingir essa meta, acrescentou ainda: “O obstáculo mais difícil é superar as eliminatórias abertas e entrar nos torneios maiores devido à falta de preparação, oito horas de jogos seguidos e muitas outras coisas”.

No entanto, o dinamarquês mostra-se otimista para o que aí vem. “Acreditamos que podemos ultrapassar esse obstáculo e depois traçamos novas metas”, vincou.

Questionado sobre quais seriam os papéis de cada jogador na equipa, o ex-North revelou que não haviam roles específicas, clarificando que “depende de mapa para mapa e onde cada jogador se sente melhor. Claro que eu serei IGL, o oskar AWPer e os restantes riflers“.

Com passagens por organizações de renome, como a North, a OpTic Gaming e a Team Dignitas, o experiente jogador prepara-se para iniciar um novo capítulo na sua carreira. Neste sentido, MSL descreveu o compatriota Marco “Snappi” Pfeiffer como um exemplo que o inspira. “Vejam o Snappi. Ele passou de não ser um IGL particularmente conhecido a ser um dos melhores do mundo”, disse.

A equipa de MSL, que se encontra agora em bootcamp a preparar os próximos desafios, deverá ter estreia agendada para o qualificador aberto do IEM Rio 2022.

Ler também: