NAF Liquid
Fotografia: PGL

Era apenas uma questão de tempo até acontecer e Keith “NAF” Markovic foi esta quarta-feira a primeira vítima do bug mais conhecido do Anubis: as paredes invisíveis. O mapa foi introduzido na pool ativa pela Valve a 18 de novembro e não foi preciso muito tempo até o bug ser detetado pela comunidade, mas a criadora do Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) ainda não apresentou uma solução.

Decorria o jogo de abertura da BLAST Premier: World Final 2022 entre OutsidersLiquid, que marcou também o primeiro encontro oficial entre equipas do tier 1 onde o mapa foi jogado. Os vencedores do IEM Rio Major 2022 assumiram o risco e escolheram o mapa, mas foi a Liquid a apresentar-se bem mais confortável no mesmo e a vencer tranquilamente por 16-8.

O momento caricato aconteceu na 18.ª ronda. A Liquid liderava por 11-6 e procurava a execução no bombsite B, mas o molotov de NAF não chegou ao destino. Apesar de o jogador canadiano ter a mira colocada bem longe da parede, acabou por ser vítima do tal clipping que já foi descoberto há várias semanas pela comunidade, mas que ainda não foi resolvido pela Valve.

Vê o vídeo:

Este bug tem vindo a ser o principal problema de Anubis desde que este foi introduzido na map pool. Esta situação já mereceu várias críticas por parte dos jogadores.