O In-Game Leader da Sentinels, Shahzeb “ShahZaM” Khan, afirmou que não sabia que a organização norte-americana estava com planos de não o manter em 2023. Nos últimos dias, surgiram notícias de que a Sentinels está interessada em adquirir os serviços de dois elementos da XSET, Rory “Dephh” Jackson e Zachary “zekken” Patrone, e foi através destas notícias que ShahZam descobriu.

A chegada de Dephh, que também é In-Game Leader, pode ser um forte indicador de que ShahZaM não irá continuar na Sentinels, uma vez que o contrato do jogador norte-americano também irá terminar no final deste ano. Contudo, o atleta de 28 anos não estava a par dos planos que a Sentinels tinha para ele.

O jogador estava em stream quando as notícias sobre estas possíveis alterações surgiram. O norte-americano afirmou para quem estava a assistir que não estava ciente que a organização não o pretendia manter para o próximo ano.

ShahZaM representa a Sentinels desde que a organização tem equipa de VALORANT, ou seja, abril de 2020, tendo contribuído para as conquistas de diversos torneios, como a JBL Quantum Cup e a VCT 2021: Stage 2 Masters – Reykjavík. Após dois anos e meio na organização, o jogador não gostou da forma como descobriu os planos da Sentinels para a próxima temporada, afirmando: “Três anos na equipa e descubro desta forma”.

O CEO da Sentinels nega que ShahZaM não sabia dos planos da organização, afirmando que informou o jogador que a organização iria contratar um novo corpo técnico, que poderia escolher novos jogadores.