À conversa com a Dust2.com.br, Epitácio “TACO” de Melo e Marcelo “coldzera” David prestaram algumas declarações após a vitória sobre a Imperial na IEM Cologne.

“Temos de celebrar [a qualificação], mesmo que já tenhamos ganhado duas vezes Colónia e mesmo que, olhando para as nossas carreiras, [a chegada aos grupos] não signifique muito”, afirmou TACO. “No momento atual isto significa muito, temos de comemorar. É muito difícil conseguir o que acabámos de conseguir.”

coldzera reiterou e disse que “É muito importante, até pelos meninos mais novos. É muito legal qualificar ao lado deles, eles sentirem como é jogar um campeonato [como este]. Vai ser muito importante essa experiência para eles e para mim e para o TACO também.”

Não é a experiência que impede o “nervosismo” ou o “friozinho na barriga” de surgirem, mas, mesmo com “muito para provar”, a 00NATION manteve-se firme num triunfo que a levou até ao evento principal da IEM Cologne. Ainda assim, coldzera relembra: “temos muito para provar, como jogadores e como time. Temos muito potencial para chegar no topo.”

Na mesma entrevista, os jogadores aproveitaram para relembrar o facto de não terem ido para a The Last Dance. Coldzera voltou a explicar que “tinha outras coisas na sua carreira”, enquanto TACO referiu que “simplesmente não era o momento”.

Olhando ainda para a 00NATION e para a prestação em Colónia, TACO rematou: “O nosso foco é crescer. Creio que ainda podemos fazer um bocadinho mais de estragos.”

Agora, a 00NATION terá pela frente a FaZe no seu próximo desafio.