A organização Norte-Americana confirmou o report desta manhã que deu conta das suas intenções futuras, anunciando que a mesma deixará de estar presente no cenário competitivo de CS:GO.

Num vídeo publicado nas redes sociais, o CEO Matthew "Nadeshot" Haag justifica a sua decisão que não foi tomada de ânimo leve, afirmando que a competição ao mais alto nível está a centralizar-se na Europa e que a mesma não se alinha com a visão da organização.

Os 100 Thieves tem sido uma das equipas mais afetadas pela atual pandemia a nível de resultados, perdendo posições no ranking mundial onde teve o seu pico com o #5 em duas ocasiões distintas em 2019, meio e final do ano.

O atual plano da organização passa por fazer a transição da equipa para uma organização europeia de forma a que a mesma tenha as condições e suporte que necessita para continuar a competir, tendo na IEM New York 2020 Norte-Americana a última competição com a camisola dos 100 Thieves.