O assunto já tinha sido abordado anteriormente e a narrativa mantém-se: a Outsiders poderá ver os seus jogadores seguir caminhos distintos num futuro próximo. Mareks "YEKINDAR" Gaļinskis, uma das estrelas da equipa, admitiu essa possibilidade após a vitória diante da Complexity esta terça-feira.

"Pode ser o nosso último torneio juntos. Não é certo, ninguém sabe o que vai acontecer e só queremos ganhar e é nisso que estamos focados. Não interessa o futuro quando tens o presente, tens que jogar no presente e toda a gente coloca o ego de lado e joga. Somos uma equipa, somos a Outsiders e queremos vencer", admitiu o letão, em entrevista à Dust2.us.

O jogador analisou também o confronto diante da Complexity, que a Outsiders venceu por 16-9 em Overpass para se colocar no lote de equipas com um registo de 2-1. "Temos sempre muita confiança contra eles. Acho que eles têm algum medo de nós, de alguma forma, e consegues sentir isso no jogo com vários erros deles. Ou o fazem inconscientemente, ou estão stressados, algo assim", analisou YEKINDAR.

O atleta da Outsiders deu também a sua opinião sobre as diferenças atuais entre os cenários competitivos europeu e norte-americano: "A diferença principal é que as equipas europeias tem muito mais variabilidade para o T side, mais planos e mais micro-jogadas. Contra a Complexity foi fácil porque eles tinham, talvez, umas três jogadas em cada mapa. Quando as entendes e entendes o tipo de default que estão a fazer, torna-se muito fácil jogar contra eles. As equipas europeias jogam muito mais com o psicológico e os seus jogadores jogam em posições mais desafiantes que os americanos, penso eu".