SKADE em risco de falhar o qualificador global da FLASHPOINT

A equipa búlgara dos SKADE poderá não participar no qualificador global rumo à primeira temporada da FLASHPOINT, fase agendada para a próxima semana em Los Angeles com $64,000 e duas vagas na liga internacional em jogo.

A comunicação foi feita pelo jogador Denislav "dennyslaw" Dimitrov no seu Twitter, informando que a equipa entrou em problemas com o seu processo de obtenção de visto, estando agora dependentes da equipa legal da FACEIT para conseguir permissão para entrar em solo Norte Americano e disputar o qualificador de oito equipas.

A equipa dos SKADE ia defrontar os Chaos na ronda inaugural do Grupo B, que conta também com Copenhagen Flames e Redemption POA - caso tenham de ser substituídos, esta será a segunda alteração após a desistência dos ISURUS (devido a colisão de datas com o qualificador fechado do Minor Americano), tendo sido chamados os DETONA.


A equipa de SPELLAN está dependente da equipa legal da FACEIT/FLASHPOINT para conseguir vistos de emergência. (Foto por HLTV.org)

Na publicação, é possível ler o seguinte: "Os nossos vistos foram negados. A embaixada informou-nos que preenchemos a categoria errada no nosso pedido (B1/B2) e que deveríamos ter tentado o P1 que é para atletas/jogadores. O visto P1 demora 20 dias a ser emitido, portanto nunca conseguiriamos obter o mesmo uma vez que nos qualificamos a 17 dias do início do qualificador global.

Temos de rezar que a FACEIT consiga entrar em contacto com a embaixada e as autoridades competentes que nos possam ajudar enquanto emergência. Nunca tivemos hipótese de ter tudo feito corretamente com tão pouco tempo, portanto neste momento a única hipótese de competirmos é através dos advogados da FACEIT/FLASHPOINT, fazerem o seu trabalho e explicaram a situação à embaixada."


Os SKADE tinham obtido o apuramento para o evento após alcançar o 2º lugar do qualificador europeu, vencendo os Spirit no jogo decisivo - a equipa russa possui vistos para os Estados Unidos da América uma vez que disputaram o Global Challenge da ESEA MDL, podendo vir a ser chamados caso seja necessário substituir o conjunto búlgaro.



 
Topo