NIP e G2 sobrevivem a mais um dia de BLAST Premier Spring Final

 No quarto dia de BLAST Premier Spring Final, Ninjas in Pyjamas e BIG lutavam pela sobrevivência na competição sem chances de ceder qualquer série.

O primeiro mapa entre as equipas foi Dust II onde os holofotes apontaram para a exibição da mais recente adição dos suecos, o jovem Linus ’LNZ’ Holtäng. NIP acabou por levar de vencido o primeiro mapa partindo agora para a sua escolha, Inferno.

Se anteriormente falavamos do papel de destaque atribuído a LNZ, neste mapa foi Fredrik ’REZ’ Sterner a guiar a equipa ao triunfo por 16-12, colocando um ponto final na participação do conjunto alemão na competição.


REZ e companhia continuam vivos na competição

Em confronto de equipas a misturar jogadores de várias nacionalidades europeus, G2 e Complexity entraram no servidor com NIP a assistir do sofá o jogo do seu próximo adversário. A equipa de Benjamin ’blameF’ Bremer decidiu que Vertigo fosse o palco que daria o pontapé de saída na série.

Complexity venceu o seu mapa de escolha por 16-11 e começou com o pé direito, com ambas as equipas a partir para Nuke. G2 deixou tudo em pé de igualdade, vencendo o mapa por 16-9. O mapa que iria decidir o vencedor seria Mirage e, após vencer a primeira metade por 9-6, Complexity não conseguiu manter a vantagem e G2 fechou o mapa em 16-11.

Por conseguinte, amanhã Gambit e Natus Vincere disputarão o bilhete de passagem direta para a final, enquanto o perdedor desse embate esperará o vencedor entre NIP e G2 para a disputa do último lugar na final, a ser realizada no domingo. 



 
Topo