Project S terminam Red Bull Campus Clutch em segundo

Os Anubis Gaming tornaram-se hoje nos primeiros campeões do mundo do VALORANT universitário. Venceram a grande final contra os Project S por 3-2, garantindo 20 000€.

Depois de ontem a equipa passar o seu grupo em segundo, ao ficar à frente no desempate contra PLATOON Belarus, hoje foi dia de playoffs para as quatro melhores equipas do Red Bull Campus Clutch até aqui. A primeira semifinal foi entre BTR do Canadá e Anubis do Egipto, vencido pelos últimos num 2-0 bastante renhido.

A equipa entrou no jogo contra os sul-coreanos da VAC Kimchi com toda a força, somando rapidamente rondas no Split. Estiveram quase sempre na vantagem, perdendo-a apenas uma vez, com um excelente desempenho a permitir-lhes o 13-08.

O ímpeto lusitano mostrou-se de novo no Haven, destacando-se 09-05. Os portugueses começaram a deixar a vantagem escapar, permitindo que Lee “Kelly” Tae-hyung e “Adam” brilhassem no comeback da sua equipa, empatando a série com um 13-10.


A derrota no segundo mapa só motivou mais os Project S para o Ascent, o mapa mais familiar para a equipa. Mostraram exatamente isso, com João “jannyXD” Daniel a marcar uma performance monstruosa com 376 ACS e um K/D ratio de 2 que levou a sua equipa ao 13-07 e a vitória na série.

A grande final foi contra os egípcios, e a abertura do Bind foi algo tremida. Mas os portugueses começaram a encontrar o seu momento e a somar rondas, alcançando uma boa vantagem de 10-04. Os Anubis ainda foram recuperando alguns mapas, mas Tiago “LionClaw” Moreira permitiu à equipa montar perfeitamente o 13-08.

Passando ao Icebox, vimos um mapa sem falhas de Ian “k1zpawn” Rebelo, que passou do seu habitual role como Sentinela para a Reyna. Em geral, os portugueses apresentaram um mapa clínico e não deixaram os egípcios colocar uma única ronda no mapa gelado, colocando os Project S à porta da vitória.

Encostados às cordas, os Anubis entraram no Ascent a suar. Era um mapa onde os portugueses ainda só tinham perdido uma vez desde que começaram esta caminhada. A tarefa era enorme. Mas não se rebaixaram. Responderam com uma vitória igualmente dominante, 13-02, ficando vivos por mais um mapa.


Fomos ao quarto mapa - Breeze. Foi a primeira vez que vimos os Project S no Breeze de sempre, mas a segunda vez no mesmo dia por parte dos Anubis. Os egípcios mostraram melhor conhecimento do mapa e continuaram a tendência dominante que começaram no Ascent, alcançando 12-01.

Os portugueses recusaram-se a aceitar a derrota. Um force buy na segunda ronda depois de perderem a pistola surpreendeu os homens da Anubis e criou esperanças de uma remontada lusitana. Na ronda 21, os egípcios entraram com força no B e conseguiram segurar o site, levando-lhes à vitória 13-08. Ao Split seguimos.

Os Anubis não pareciam perturbados por nada. Continuaram a impedir os ataques e a desfazer as defesas dos portugueses. Os egípcios finalizaram um reverse sweep épico por 13-xx, levantando o troféu do Red Bull Campus Clutch.

Apesar de grande esforço dos portugueses, os Anubis saem de Madrid com 20 000€ nos seus bolsos, vencedores do primeiro campeonato universitário mundial de VALORANT. Recebem também bilhetes para ir ver um evento Masters no futuro.



 
Topo