Fotografia: Ultraliga

A Ultraliga, competição polaca de League of Legends, decidiu banir dois jogadores por suspeitas de match-fixing.

As equipas de Iron Wolves e ESCA mediram forças na terça-feira (23 de janeiro) em jogo a contar para a Ultraliga. Contudo, esta partida ficou marcada por polémica, com os espetadores a acharem bastante suspeito o que estava a acontecer no Summoner’s Rift.

No meio da polémica estão os dois jogadores chineses que representam a Iron Wolves, Wen “kylin” Zheng e Shuai “Odin” Wang. A dupla é suspeita de match-fixing durante esta partida.

A entidade responsável pela organização deste evento não demorou a reagir ao que aconteceu dentro do servidor e lançou um comunicado a suspender os dois jogadores. Decidimos suspender os jogadores Kylin e Odin por dois jogos. […] Esta é a pena máxima, que nós, como liga, podemos impôr nos jogadores”.

A Ultraliga revelou ainda, que em cooperação com a Riot Games e com a Sportradar, está a levar a cabo uma investigação para determinar se existiu ou não manipulação de resultado por parte dos dois jogadores em questão.

A Iron Wolves já reagiu ao sucedido, afirmando que irá cooperar com as investigações e, condenou o comportamento não profissional da dupla chinesa na partida em questão.