Fotografia: Miguel Pinto/Fraglider

Os primeiros jogos das equipas portuguesas em 2023 já foram realizados e a temporada está em curso para praticamente todas as equipas nacionais. No início de um novo ano, há também espaço para procurar possíveis novos protagonistas, sendo que o FRAGlíder elegeu cinco jogadores portugueses a manter debaixo de olho.

Diogo “Icarus” Cruz

Fotografia: Miguel Pinto/Fraglider

Olhando à reta final de 2022 e ao novo projeto onde se insere, é difícil não apontar Diogo “Icarus” Cruz como um jogador a ter em atenção para o novo ano. Dono de um grande talento individual, o português parece ter encontrado uma boa casa para continuar o seu desenvolvimento enquanto jogador. O final de 2022 trouxe um grande step-up de Icarus com a camisola da VELOX e a toada tem-se mantido no início do novo ano. Cuidado com ele.

Tiago “TMKj” Martins

Se procuram talento individual, Tiago “TMKj” Martins é um nome que têm que anotar no bloco de notas. Depois de um 2022 bem sucedido com a fumayjoga, culminado com a conquista da Dream League Portugal S5, e também no aspeto individual, onde conseguiu atingir o qualificador para a FPL-C, 2023 parece promissor para o jovem português. Com apenas 17 anos, TMKj destaca-se pela muita bala que tem para distribuir e é um nome para seguir de perto.

João “SeabraEZ” Seabra

Fotografia: Rhyno Esports

Ano novo, casa nova para João “SeabraEZ” Seabra. Depois de um 2022 ao serviço da Rhyno e que terminou com a conquista de dois torneios, o jovem jogador rumou ao projeto da Deuses do Dom para jogar sob as ordens de José “Linko” Duro. Um dos bons valores do CS:GO nacional, SeabraEZ insere-se agora num projeto que lhe pode conferir outro tipo de visibilidade no cenário nacional e talvez levá-lo a dar o próximo passo.

Ricardo “Lr0z1n” Louro

2022 foi de altos e baixos para Ricardo “Lr0z1n” Louro. O sniper esteve em emblemas como OFFSETPanthers, mas não durou muito tempo neste último. No novo ano, o AWPer aparece no lineup da Equinox, o que poderá ser visto por muitos como um passo atrás. No entanto, pode ser precisamente este passo atrás, sem qualquer tipo de pressão, que Lr0z1n precisa para regressar posteriormente a um nível superior e a uma equipa com outros objetivos.

António “aragornN” Barbosa

Fotografia: Rhyno

2022 foi um ano sempre a subir para António “aragornN” Barbosa. Os feitos alcançados ao serviço da Rhyno e as suas qualidades enquanto in-game leader não passaram despercebidas ao cenário nacional, de tal forma que para 2023 o jogador luso deu o passo seguinte e “saltou” para a equipa da GTZ. Agora sem a responsabilidade de atuar como in-game leader, ainda que possa ser uma grande ajuda para Diogo “snapy” Rodrigues, aragornN terá que se focar mais em si mesmo e no seu desenvolvimento individual como jogador. Um processo que vai valer a pena acompanhar.

A temporada de 2023 já está em marcha para praticamente todas as equipas portuguesas. Apenas a SAW ainda não fez a estreia, estando essa programada para esta segunda-feira (16).