Fotografia: Miguel Pinto/Fraglider

FTW venceu esta quinta-feira a GTZ por 2-1 (16-12 Anubis, 14-16 Inferno, 16-6 Vertigo) e conquistou o ADVNCE Masters 2022. O encontro de exibição tinha um prémio monetário de 2 500€ e foi disputado na arena da Teleperformance, em Lisboa, como parte das celebrações do segundo aniversário da ADVNCE.SIC.

Num encontro que marcou o regresso de André “ag1L” Gil ao conjunto da FTW, depois de ter estado ausente durante alguns encontros, acabou por ser a GTZ a apresentar-se desfalcada. Por motivos de doença, Diogo “snapy” Rodrigues não se apresentou em Lisboa e a equipa recrutou Paulo “pr” Silva para jogar como stand-in, para além de ter voltado a utilizar Diogo “Icarus” Cruz no lugar que foi deixado vago pela saída de António “Slaxx” Mota da equipa.

FTW mais forte em Anubis

Os dois conjuntos arrancaram a série em Anubis, mapa escolhido pela GTZ. A equipa de José “Linko” Duro teve uma primeira parte positiva e aproveitou-se da tendência que o mapa tem apresentado para favorecer os terroristas, conquistando uma vantagem de 9-6 ao intervalo.

Contudo, essa mesma tendência funcionou também para o lado contrário na segunda metade e a etapa complementar tornou-se bastante one sided. A GTZ não conseguiu mais do que três rondas no lado defensivo e acabou por sucumbir para um parcial de 10-3 da fénix, que fechou assim o mapa com o resultado de 16-12.

Resposta da GTZ em Inferno

Perdido o mapa que escolheu, a GTZ tratou de fazer exatamente o mesmo ao adversário. Em Inferno, uma ponta final de mapa bem conseguida valeu a vitória ao conjunto que apresentou dois stand-in.

A primeira parte até nem foi muito positiva para a equipa da GTZ, que começou a defender e saiu para o intervalo com uma desvantagem de 7-8. Perante este cenário, a FTW estava na pole position para fechar o encontro com uma vitória “limpa” em dois mapas, mas a recuperação da GTZ surgiu no lado teoricamente mais complicado do mapa.

Sacudida a pressão de uma entrada mais forte da fénix na segunda metade, que valeu uma vantagem de 11-8 no marcador, a GTZ conseguiu prevalecer. A equipa de Filipe “NOPEEj” Dias chegou primeiro às 14 rondas no marcador, viu o adversário recuperar e empatar, mas venceu as últimas duas para forçar a disputa de Vertigo.

FTW resolveu no T side de Vertigo

O último mapa foi o mais desequilibrado de todos, muito por culpa de um ótimo T side da FTW. A equipa de Renato “stadodo” Gonçalves apresentou-se muito forte na primeira metade e a GTZ falhou em conseguir montar uma estratégia que permitisse conter a ofensiva adversária.

Um parcial de 11-4 ao intervalo praticamente resolveu a questão a favor da FTW. Na segunda metade, a vitória no pistol round e no anti-force permitiram à equipa da GTZ encurtar um pouco a distância e tentar relançar a discussão pelo resultado. Porém, a equipa caiu de imediato para novo force buy e não mais se reergueu, tendo a fénix fechado o mapa e a série pouco depois.

O triunfo desta tarde permite à FTW levar para casa o prémio monetário de 2 500€ destinado a este embate. A partida de CS:GO foi a última de vários encontros de diferentes modalidades que a ADVNCE.SIC promoveu nos últimos dias na arena da Teleperformance, nas celebrações do seu segundo aniversário.