Fotografia: ESL

A FaZe conquistou o Intel Grand Slam na tarde deste domingo, 26 de março, após sagrar-se campeã da ESL Pro League Season 17. Após a Grande Final, todos os elementos da equipa europeia estiveram presentes numa entrevista que decorreu na transmissão oficial do torneio.

O primeiro a aparecer na entrevista foi o MVP do torneio, Robin “ropz” Kool, que começou por dizer como se sentia em relação a esta conquista. “Neste momento tenho tantos sentimentos. Foi a primeira vez que chorei num torneio. Foi um momento muito bonito, porque todos nós tínhamos este objetivo. Foi difícil, existiram momentos bastante complicados, como por exemplo o IEM Rio, e foi importante todos continuamos a acreditar e estou muito orgulhoso de todos nós”.

O último torneio conquistado pela FaZe tinha sido em julho de 2022. O In-Game Leader Finn “karrigan” Andersen explicou como a equipa conseguiu voltar às conquistas, dizendo: Acho que somos muito bons a conversar e a resolver os problemas que temos. Se olharmos para os resultados que tivemos em Katowice e para agora, em que temos apenas mais um mês de treino, toda a gente estava a sentir-se confortável e estávamos com muitas táticas novas”.

“A pressão estava alta, mas enquanto capitão nunca queres falar disso, apenas encontrar soluções. Foi bastante intenso, e jogar sem público deixou-me mais calmo do que aquilo que normalmente estou no palco concluiu.

Russel “Twistzz” Van Dulken é o primeiro jogador a conquistar um Intel Grande Slam pela segunda vez. Quando questionado sobre os seus sentimentos ao alcançar este feito, o canadiano afirmou: “Esse era o objetivo ao vir para este evento. É muito satisfatório saber que o meu trabalho árduo e o da minha equipa compensou. Passei horas a fio dedicado a este jogo, dia após dias, sem ver a minha família e amigos, então é um sentimento de alívio saber que sou recompensado desta forma”.

O treinador da equipa europeia, Robert “RobbaN” Dahlströmtambém deixou algumas palavras sobre este feito. “É espetacular. Temos trabalhado arduamente e vir aqui mostrar que ainda conseguimos jogar bom Counter-Strike foi algo que nos deixou bastante satisfeitos. O Grand Slam sempre foi um dos nossos objetivos desde que tivemos a oportunidade de o fechar, então é um alívio termos conseguido, finalmente”.

Lê também:

Para terminar a entrevista, karrigan falou sobre o jogo da Grande Final e como a sua equipa encarou os adversários. Acho que a Cloud9 é a melhor equipas nas pequenas coisas, eles são muito metódicos e tudo o que eles fazem treinam bastante. Para os vencer, não podemos jogar apenas os básicos, temos de praticar um CS mais caótico. O RobbaN disse no Ancient que a forma como estávamos a jogar npo CT side estava a deixá-los desconfortáveis, porque não os estávamos a deixar ter controlo de nada, nem de fazer os pequenos ajustes que eles gostam”.

A conquista do Intel Grand Slam rendeu à FaZe o prémio monetário de $1 000 000.