Fotografia: Fraglíder

A carreira de Ricardo “AIm” Almeida no Counter-Strike foi bastante longa. Inicialmente como jogador e, mais tarde, como treinador. Assim, vários foram os jovens que o ex-treinador viu a aparecerem no vídeojogo. Se uns conseguiram afirmar-se no panorama nacional, outros nem tanto e, o português de 37 anos revelou o jogador que tinha tudo para ser vedeta, mas, acabou por não conseguir alcançar o patamar que lhe era apontado.

Presente no último episódio do podcast da SAW, “À prova de Bala”, AIm afirmou que um dos motivos que, na sua opinião, leva os jogadores a não evoluírem mais é o facto de terem muita fama, quando ainda provaram pouco.

“Eu já caí em cima do zorlak pode causa disto. Ele tem uma voz muito grande e eu já lhe pedi, para bem dos jogadores, para não lhes dar tanto hype. Pode dar-lhes valor, toda a gente tem a liberdade para fazer isso, acho que não se pode é dar muita corda. Porque um jogador que pode chegar lá cima, não lhe podes dizer logo que ele é o próximo MUT, rmn ou fox. O próximo torneio que ele for à LAN vai tremer por todos os lados” começou por dizer o antigo técnico de Giants e SAW.

Em seguida, AIm revelou o atleta que pensou que se ia afirmar a um grande nível, mas, acabou por nunca alcançar o patamar que lhe era apontado. Há um jogador que me está marcado, porque é um jogador que achei que ia dar vedeta. Ele era dedicado, era um bom AWP, mas caiu neste ciclo de vais ser o melhor, que é o VTS revelou.

O VTS era um jogador que eu achei que ia ser incrível. Ele chegava aos torneios e perguntava-me cenas. Eu achava isso incrível e é raro veres pessoas a fazerem perguntas. Eu achei mesmo que ele podia ser um bom jogador” concluiu.

O antigo treinador afirmou que esta não foi a única vez que viu esta situação acontecer, de jogadores que poderiam ter-se afirmado a um nível mais alto, mas, acabaram por não o conseguir, sendo que alguns deles ainda se encontram no ativo. “Eu vi esse padrão mais quatro ou cinco vezes. Não vou dizer nomes porque ainda estão no ativo”.