Fotografia: HLTV

A BetBoom Dacha 2023, competição que decorre nos Emirados Árabes Unidos, levantou dúvidas em alguns relatórios sobre a prova. O torneio que conta com vários nomes sonantes do cenário internacional, tem apresentado nuances inusitadas.

O portal de informação internacional, HLTV.org, está presente no Dubai para acompanhar a prova. Ora, através do seu site, a HLTV tem lançado atualizações recorrentes da competição, com os vários momentos da mesma. Eis que, na manhã desta quinta-feira (7), surgiu uma atualização duvidosa. Confere:

Fotografia: HLTV

Inicialmente, a atualização capta com o título de “Integridade inexistente” e explica os motivos do problema: ” Há muitos motivos de preocupação quanto à integridade do torneio. Muitos notaram, compreensivelmente, o facto de o patrocinador do título ser também o proprietário de uma das equipas presentes, a BetBoom, mas tudo depende disso: Os jogadores só agora foram autorizados a ir aos bastidores a meio do jogo e um deles até foi buscar o seu telemóvel durante a pausa técnica”, escreveu o portal, que revela ainda o comportamento impróprio das equipas:

“O pessoal das equipas também subiu ao palco para falar com os seus jogadores. Isto permite, potencialmente, que os jogadores obtenham informações económicas e importantes sobre a outra equipa”.

De acordo com os organizadores da BetBoom Dacha 2023, o jogador respetivo recorreu ao telemóvel a meia da partida devido à autenticação do Steam Guard.