BLAST-Premier-World-Final-2023
Fotografia: BLAST

A BLAST Premier, um dos circuitos mais competitivos do cenário internacional de Counter-Strike expandir-se-á, em 2024, de 12 para 16 equipas.

Segundo o portal, HLTV, a empresa vai aceitar candidaturas já para o início do próximo ano, numa procura ativa de expandir o leque de equipas em competição. Em cima da mesa, as organizações terão de colocar uma proposta “mínima” de 350 mil dólares para assegurar a vaga.

Contudo, ao contrário do que acontece com as equipas parceiras, estas não terão direito a uma divisão de receitas do circuito. Desse modo, os novos conjuntos na BLAST Premier arrecadam apenas os prémios respetivos ao desempenho em prova.

Na informação avançada pelo portal internacional, a decisão terá sido levada a avante depois da vaga da Evil Geniuses ter sido comprada pela Cloud9. A disputa pelo lugar da organização norte-americana despertou os responsáveis pelo circuito, visto que identificaram um forte “interesse na associação à BLAST”.

Numa carta enviada às organizações interessadas, a BLAST explicou que esta transição “proporcionará um produto renovado e melhorado em 2024”. Recorde-se que, a partir de 2025, BLAST e ESL deixarão de poder contar com o sistema de equipas parceiras. De 2025 em diante, as duas empresas terão de proceder aos convites mediante o ranking da VALVE.