Fotografia: Gabriel Lemos

Os jogadores portugueses Renato “stadodo” Gonçalves e José “shr” Gil estiveram em ação no primeiro qualificador aberto para o Major de Copenhaga, contudo, os ex-jogadores da FTW não foram capazes de sobreviver ao primeiro dia.

A Movistar KOI de stadodo venceu as duas primeiras partidas sem as ter de disputar, não tendo adversário na primeira e, na segunda, o adversário não se conectou ao servidor. Foi na terceira ronda que stadodo e companhia se estrearam a jogar e, sem grandes dificuldades, impuseram uma pesada derrota à NEOD por 13-1.

Na quarta ronda, a equipa ibérica defrontou a Never More. A Movistar KOI estava perto de assegurar a presença no segundo dia de competição, tendo assumido as rédeas da partida, até que nos momentos finais a Never More conseguiu a reviravolta, saltando para a frente do marcador e, fechando a partida por 13-10. A eliminação da Movistar KOI ficou envolta em polémica, visto que a equipa adversária tinha vários elementos com contas novas, o que, obviamente, levantou várias suspeitas.

A conta do utilizador suspeito é a de AreaOG, jogador que acabou por ser considerado o MVP da partida com 24 kills e um K/D de 1.71. A conta de AreaOG terá sido criada em setembro de 2017 e, apenas conta com 339 horas jogadas na totalidade, sendo que nas últimas semanas este jogador apenas esteve 6,2 horas dentro do Counter-Strike.

Como se isto não fosse motivo suficiente para levantar suspeitas, a conta FACEIT desde jogador regista apenas 81 partidas, o que faz levantar ainda mais a desconfiança da comunidade.

shr defrontou 2 jogadores com bans em registo

shr, jogador que atuou pela Lausenne ES passou por uma situação semelhante. O qualificador até estava a correr bastante bem a esta equipa que registava vitórias frente a True Outsiders (13-0), FTW Esports (13-9) e Token Gaming (13-2). O percurso de shr e companhia estava a ser sem sobressaltos, até que na 4ª ronda, a equipa perde para a EC Kostroma por 13-7, numa partida marcada por polémica, com o atleta português a recorrer às redes sociais para se queixar dos seus adversários.

A situação pela qual o atleta português de 22 anos teve de passar deixa ainda mais dúvidas, visto que existem quatro jogadores adversários que levantam várias suspeitas. A conta steam de b4blo foi criada em novembro de 2022 e, o jogador conta com um registo de 924 horas de Counter-Strike jogadas, sendo que 12.3 foram nas últimas duas semanas. Olhando para a conta FACEIT desde jogador, a mesma foi criada em janeiro de 2023 e regista apenas 543 jogos.

A conta steam do jogador TheNumberLeadaDance foi criada em janeiro de 2023 e, não tem nenhuma conta FACEIT associada. As contas de m1f e kirez têm banimentos em registo. O primeiro jogador foi banido há 567 dias e, o segundo há 717.

stadodo e shr foram alvos da maldição das contas novas no primeiro qualificador aberto para o Major de Copenhaga e, acabaram por ser eliminados no primeiro dia.

Recorde-se que a Akros, empresa responsável pelo Anti-Cheat utilizado neste qualificador, começou o dia de ontem a lançar uma nova atualização ao software que procurava impedir a utilização de cheats, porém, algumas horas depois decidiu reverter essa atualização.