Fotografia: Gabriel Lemos

Na segunda meia-final do dia, a Rhyno venceu a AL-QATRAO e marcou encontro com a FTW na grande final da Master League Portugal. Em declarações à desk, Adones “krazy” Nobre analisou a partida.

O jogador dos rinocerontes começou por evidenciar a capacidade defensiva da equipa: “Ao início, não conseguimos encaixar no T Side, inclusive nos dois mapas, mas conseguimos meter algumas rondas e, a CT, não tiveram hipótese.”

Adones “krazy” Nobre explicou que, no Nuke, as dificuldades a atacar foram desbloqueadas com dois clutchs importantíssimos, metidos pelo próprio. No entanto, outro ponto importante foi os late rounds da equipa.

O jovem português desvendou o porquê de terem preferido começar a atacar: “Em quase todos os mapas preferimos começar a atacar, que é para ganhar ritmo. Sabemos que se começássemos a CT, eles iriam sentir-se mais à vontade, porque é mais fácil atacar sendo uma mix.”

Sobre a grande final, Adones “krazy” Nobre mostrou-se confiante: “Sinceramente, não sei o que esperar deles. Hoje tiveram um jogo apertado, mas amanhã é uma final e vai ser um jogo diferente. Acho que vamos ganhar.”

Com este triunfo, a Rhyno carimbou o acesso à grande final da Master League Portugal, onde irá encontrar a FTW. A discussão pelo troféu arranca às 14:00 deste domingo (3).