Fotografia: PGL

Sendo uma das favoritas a alcançar a próxima fase, a Imperial confirmou as expectativas e garantiu um lugar no RMR. Porém, na partida decisiva, teve um último mapa bastante caricato, resolvido apenas no prolongamento.

Frente a paiN, a equipa de Vinicius “VINI” Figueiredo conseguiu vencer o primeiro mapa, Nuke, por 11-13. Mas o melhor ainda estava para vir. Seguiu-se então o Anubis, onde a Imperial entrou a todo o gás e foi par o intervalo a vencer por 12-0.

A formação brasileira precisava apenas de uma ronda para fechar o mapa, mas não a conseguiu. A paiN conseguiu a tarefa hercúlea de vencer 12 rondas consecutivas e empatar a partida. No prolongamento, a Imperial voltou a conquistar rondas e fechou a partida por 16-13.

Imperial finishes first half 12-0 against Pain, loses next 12 rounds, wins in Overtime.
byu/iReallyLoveYouAll inGlobalOffensive

Um Anubis absolutamente de loucos que, certamente, terá deixado os adeptos das duas equipas agarrados à transmissão. Ambos os conjuntos apuraram-se para o RMR e vão lutar por uma vaga no PGL Major Copenhagen 2024.