Fotografia: OMEN RETAKE

À segunda foi de vez. Depois de ter perdido, frente a VP.Prodigy, a Rhyno voltou a entrar no servidor esta terça-feira e, com um triunfo por 2-1 sobre BLUEJAYS Lite, garantiu a qualificação para a ESEA Advanced.

Já com um disputado esta tarde, o mapa escolhido para arrancar a série foi o Nuke. O conjunto liderado por Diogo “DDias” Dias não brilhou, mas foi bastante competitivo no T Side, seguindo para o intervalo a perder pela margem mínima (7-5). No lado defensivo, esperava-se uma resposta à altura dos portugueses, mas tal não aconteceu e estes saíram derrotados do primeiro embate por 13-10.

De cara lavada, os rinocerontes entraram no Mirage com outro andamento. Mais solta e confiante, a formação nacional dominou por completo o CT Side, o que lhe valeu uma vantagem de 9-3. A atacar, a tendência manteve-se e a Rhyno empatou a série, com um 13-5.

Galvanizada pelo bom momento, a equipa portuguesa começou a defender no Vertigo e fê-lo de forma exímia. Apesar de tentativa de resposta, os portugueses resistiram e assumiram o controlo, fechando o CT Side na frente (8-4). Sem dar grande espaço e margem de resposta, Diogo “DDias” Dias e companhia mantiveram o ritmo e fecharam por 13-7.

Resultado da partida:

Rhyno BLUEJAYS Lite
10 Nuke 13
13 Mirage 5
13 Vertigo 7

 

Com este resultado, a Rhyno segue para a quinta ronda da lower bracket da ESEA Main, mas, mais importante que isso, conquista a subida à ESEA Advanced na próxima temporada.