Jks-G2-BLAST-Paris-Major-2023-EU-RMR
Fotografia: VaKarM

É mais um caso insólito no cenário de Counter-Strike. Justin “jks” Savage, atleta que pertencia aos quadros da G2, terá sido ignorado pela organização após a IEM Sydney 2023.

No podcast “Talking Counter“, o caster e analista, Chad “SPUNJ” Burchill, revelou alguns problemas inerentes na organização alemã. Segundo SPUNJ, o atleta australiano esteve semanas sem contacto com a equipa: “Eles não falaram com o Justin durante semanas. Depois da IEM, ele mandou mensagem para a direção da G2 e ninguém respondeu. Neste momento, estava na Austrália a tentar perceber se tinha de regressar à Europa para treinar e ninguém lhe respondeu durante semanas. Acho que foram amadores”, começou por dizer SPUNJ, antes de revelar os possíveis destinos dos atletas da G2 após a competição.

Rumores e mudanças: Cloud9 m0NESY, G2 Nertz, FaZe Frozen e Vitality huNter

Nos últimos meses, vários rumores circularam os atletas da G2. Ora, de acordo com o caster, Nemanja “huNter-” Kovač, Nikola “NiK0” Kovač e Ilya “m0NESY” Osipov, já tinham o futuro definido: “É muito louco pensar como tudo mudou. Depois da IEM, o huNter ia para a Vitality, o NiKo para a Falcons, e o m0NESY para a Cloud9. Agora estão todos lá menos o jks”, salientou SPUNJ.

Por fim, SPUNJ abordou as mudanças que estão prestes a acontecer no cenário internacional: “Bem, vamos poder ver o efeito cascata. Twistzz vai para a Liquid, Frozen para a FaZe, mas quem vai para a MOUZ? O Snappi deixou a ENCE, pelo que ficaram lá os restantes membros. Se o NiKo tivesse ido para a Falcons, Nertz teria ido para a G2”, finalizou.

O cenário internacional promete bastantes alterações num futuro próximo. Os qualificadores para o RMR começam em janeiro, e as equipas correm contra o tempo para finalizar as negociações.