coldzera 00NATION
Fotografia: Stephanie Lindgren/ESL

Marcelo “coldzera” David, lendário jogador brasileiro que está, atualmente, na Legacy, esteve em conversações com a FURIA depois de ter saído da FaZe, em 2021.

Em entrevista a Duncan “Thorin” Shields, o atleta brasileiro explicou o motivo de não ter assinado com a organização: “Falei com a FURIA. Com o yuurih e o Akkari também. Quase fechamos. Nós falamos ‘ok, vamos ver só o salário e é isso’. Mas algo na minha mente dizia ‘acho que não quero’. A forma com que vejo a organização, no geral, não se encaixa comigo. Pelos jogadores sim, claro que eu gostaria de jogar com eles, mas pela organização não, nem em milhões de anos”, comentou coldzera.

De seguida, o rifler explicou a mudança para a Complexity, formação que contava com o técnico brasileiro, Luis “peacemaker” Tadeu: “Depois disso eu disse para mim ‘ok, vamos procurar uma equipa’. O Peacemaker falou comigo e disse que precisava de um stand-in para alguns torneios e eu aceitei. Inicialmente seria para ser como stand-in por 4 campeonatos, mas a equipa era um problema. Quando eu entrei, a equipa já estava destruída de fora para dentro, nada bom”, explicou o atleta da Legacy, que esteve dois meses ao serviço da formação norte-americana.

Mais tarde, coldzera juntou-se ao projeto da 00Nation, comandado pelo amigo e ex-companheiro do jogador, Epitácio “TACO” Melo.