Fotografia: ESL

Depois de uma saída inesperada do quinteto de Counter-Strike 2 da BIG EQUIPA, Marta “D7” Barreira esteve à conversa com o FRAGlíder. A entrevista que visou abordar as várias etapas ao longo carreira, acabou com uma explicação relativa à saída da organização alemã.

Cotada como uma das melhores jogadoras do cenário nacional, D7 deixou uma formação que representava desde maio de 2022. Na Berlim International Gaming, a jovem de 23 anos somou a terceira experiência no contexto europeu.

A saída motivada por conflitos internos

Apenas anunciada no dia 9 de janeiro, a saída de Marta Barreira da organização alemã já estaria traçada desde a Female Bay Cup 2023, competição que a BIG EQUIPA conquistou em Hamburgo.

Entre as razões, a atleta aponta a conflitos com o treinador, Jonathan “MusambaN1” Torrent: “Não posso dar muito detalhe, mas vou falar pela minha parte. Relativamente à parte técnica [treinador, mais tarde confirmado pela jogadora], tive uns desentendimentos. Antes disso tive ofertas para sair e a situação ajudou a motivar a minha decisão”, comentou D7.

Relativamente ao futuro da carreira, a ex-BIG EQUIPA confirmou que “já tem para onde ir”: “Até agora, o que posso dizer, é que já tenho para onde ir. Vamos competir na ESL Impact via região europeia”, rematou.

Confere a entrevista:

Como fica a BIG EQUIPA:

 Ana “Zana” Queiroz
 Aida “Aida” Simão
 Jennifer “JennyR” Rodriguez
 Paulie “pauliiee” Barazani

Desta forma, a formação fica reduzida a duas atletas portuguesas, Ana “Zana” Queiroz e Aida “Aida” Simão. Na próxima temporada, D7 podem reencontrar as ex-companheiras no servidor, desta vez como adversária.