NAVI
Fotografia: Jak Howard/BLAST Premier

NAVI necessitou de trabalho extra, mas entrou este sábado (21) a vencer na BLAST Premier: Spring Groups 2023. A equipa ucraniana superou a NIP em três mapas, com o resultado de 2-1 (16-9 Inferno, 17-19 Mirage, 16-8 Overpass).

No reencontro com Danyl “headtr1ck” Valitov, que fez a estreia oficial pelos ninjas, foi a equipa de Oleksandr “s1mple” Kostyliev a arrancar muito mais forte na série. Apesar de um CT side algo frouxo em Inferno, a NAVI mostrou-se uma força imparável no ataque e operou uma reviravolta para vencer o mapa que o adversário escolheu de forma relativamente tranquila.

A vitória no pistol round e conversão da ronda seguinte traduziram-se numa vantagem de 2-0 a favor dos ucranianos numa fase inicial, mas esta veio a ser a primeira e última vantagem que tiveram em toda a primeira parte. Com um T side positivo, a equipa capitaneada por Aleksi “Aleksib” Virolainen entrou no jogo e passou a comandar o mesmo, tendo chegado ao intervalo a vencer por 8-7. As coisas pareciam estar bem encaminhadas para o emblema sueco, mas o CT side colapsou por completo perante a força ucraniana e a segunda metade teve apenas uma ronda ganha pelos ninjas.

headtr1ck destacou-se em Mirage

A reação da NIP surgiu em Mirage, com a equipa a devolver a gentileza e a “roubar” o mapa adversário de forma surpreendente. Desta feita, foi a NAVI a conseguir um resultado muito positivo no T side, com sete rondas conquistadas, mas a não conseguir capitalizar. A NIP chegou a liderar por 14-8 na segunda metade e teve dois map points no 15-13, mas uma boa recuperação ucraniana forçou a um prolongamento onde foram os suecos a sair por cima. A grande figura do mapa acabou por ser o “novato” headtr1ck, que apontou 30 kills perante a antiga organização.

Overpass foi o mapa que resolveu a contenda e a NAVI decidiu colocar o pé no acelerador e mostrar um maior conforto em relação ao adversário. Denis “electroNic” Sharipov e s1mple elevaram o nível e conduziram a equipa a uma vitória relativamente fácil no terceiro mapa. As 11 rondas conquistadas na primeira parte, onde jogou no T side, colocaram todas as probabilidades a favor da NAVI, que travou a tentativa de resposta adversária para confirmar a entrada vitoriosa em prova.

Apurada para a final da upper bracket do grupo C, a equipa ucraniana tem agora um confronto marcado com a G2. A NIP, por outro lado, cruza-se com a BIG na lower bracket.