Fotografia: PGL

O arranque de 2024 ficou marcado pelas queixas de várias equipas em relação à PERA, acusando a equipa húngara de fazer batota. As acusações foram feitas por várias pessoas da comunidade e, estavam relacionadas com situações que aconteceram durante os jogos desta equipa para o Qualificador Fechado do Major e no qualificador da ESL Pro League Season 19.

Com tantas críticas feitas, todos os olhos estavam focados na prestação que a equipa húngara iria ter na primeira LAN em que estiveram presentes, o PGL CS2 Copenhagen Major RMR Europeu B.

A verdade é que o conjunto húngaro não conseguiu provar o seu valor na LAN, sofrendo três derrotas nas partidas que disputou. A PERA arrancou a sua prestação com uma derrota frente à Cloud9 (13-3) e seguiu-se novo desaire frente à GamerLegion (13-6). No jogo de eliminação, a equipa húngara também não foi capaz de bater a Preasy e, acabou por sair da Roménia sem provar que consegue ter a mesma prestação offline.

Esta prestação aquém daquilo que demonstrou online, aumentaram as desconfianças da comunidade sobre a PERA, sobretudo em relação a Jurus “Kamion” Zsolt, que foi um dos atletas cujas prestações online levantaram mais dúvidas. A verdade é que o jogador de 24 anos esteve alguns níveis abaixo do esperado na LAN e, não conseguiu ajudar a sua equipa a triunfar, registando inclusive um dos piores ratings do torneio, com 0.64.

Lê também:

Eliminada do Major com 3 derrotas, a PERA vai começar a preparar a ESL Challenger League Season 47, competição que arranca a 26 de fevereiro e, onde a equipa húngara procurará reafirmar o seu nível, embora as maiores dúvidas sobre este elenco sejam o que ele consegue fazer na LAN e, o próximo torneio offline deste conjunto deverá ser apenas a ESL Pro League Season 19, que começa apenas a 23 de abril.